O sexo está te causando desconforto? Veja algumas possíveis causas!

Sexo não combina com desconforto, né? Infelizmente, algumas mulheres podem sentir uma dorzinha – ou dorzona! – bem desagradável durante a transa. Os motivos podem ser os mais variados, mas você já ouviu falar nos mais comuns? Essa é a nossa pauta de hoje.

1) A principal razão está no estímulo. Ou na falta dele. Quando não se está devidamente lubrificada, a penetração acaba ficando mais difícil. Por isso, tenha sempre por perto algum lubrificante à base de água e incentive seu parceiro a explorar cada cantinho do seu corpo.

2) Os exames de DSTs estão em dia? Isso porque a dor por ter relação direta com as doenças sexualmente transmissíveis, tal como a clamídia, herpes ou gonorreia. Estas infeções dão origem a dores na zona pélvica ou na vulva durante a transa. Mas não se apavore. Procure logo assistência médica pois há tratamento!

3) A endometriose também pode causar desconforto durante o sexo. Essa é uma condição em que as células do tecido que constituem o útero (endométrio) crescem fora da zona normal, como por exemplo nos ovários, na bexiga ou no peritoneu pélvico, resultando em dores intensas na hora H.

Bora deixar o sexo mais prazeroso? Não deixe de procurar ajuda especializada sempre que sentir que algo não está “certo”, combinado?

 

Qual é o jeito certo de higienizar sua região íntima depois do sexo?

(foto: REPRODUÇÃO)

Sexo é bom, todo mundo gosta. Mas será que estamos cuidando direitinho das nossas partes íntimas? Afinal, manter  a higiene dos órgãos sexuais evita problemas e infeções e a reduz as chances de odores desagradáveis.  Nada como um sexo bem picante, mas com cheiro gostoso, né?

Confira algumas dicas:

* Neutralidade é tudo!
Para as mulheres com tendência a ter cistite (infecção urinária) é muito importante manter a higiene após o sexo. O melhor forma é lavar a vagina com um sabonete especial para a região íntima –  com PH neutro ou somente com água.

* Bora pro banho!
O primeiro round foi na cama e agora querem partir para algo mais… molhado? Corram para o banho.  Mulheres e homens com peles sensíveis podem e devem tomar uma ducha depois da transa.  Lavar o pênis após a relação sexual também ajuda a remover resíduos de sêmen e excesso de lubrificante do preservativo. E o melhor de tudo: dá para continuar com a sacanagem dentro do chuveiro…

* Calcinhas de algodão, sempre!
Um fator que influencia muito na higiene antes e depois do sexo é optar por peças íntimas frescas e limpas (principalmente de algodão e não tecidos sintéticos). Senão, as chances de criar um espaço fértil para as bactérias e deixar as partes íntimas vulneráveis à infecções são imensas.

* Faça xixi!
Bateu aquela vontade de ir ao banheiro? Não deixe para depois. Antes ou depois da transa, essa é a oportunidade perfeita de realizar uma higiene expressa, já que a urina ajuda a limpar as bactérias no trato urinário.

Tem mais alguma dica? Conta pra gente!

5 dicas (comprovadas pela ciência!) que melhoram o sexo

 

foto: Nymphainna

Fazer sexo além de super prazeroso, também faz um bem danado à saúde. Além de proteger o corpo de doença cardiovasculares, melhorar o humor e a qualidade de vida, uma boa transa é – comprovadamente – algo que a ciência apoia. Não é a toa que existe várias pesquisas sobre o assunto, né? Vem ver o que dizem algumas delas:

* No Stress
Pessoas estressadas não são nada atraentes, todo mundo sabe. Mas, além disso, o estresse influencia o ato sexual. O estresse aumenta os níveis do cortisol no corpo. Esse hormônio, por sua vez, deixa as pessoas com menos apetite sexual nas mulheres, de acordo com um estudo feito por cientistas da Universidade do Texas, em 2009. Nos homens, o cortisol diminui a circulação da testosterona, fazendo com que as chances de ereção sejam menores, segundo um estudo publicado em 2005, no periódico Journal of Sports Science & Medicine.

* Vinho tinto? Sim!
A relação do vinho tinto com o sexo não é novidade. Diversos estudos descobriram que, de todas as bebidas alcoólicas, o vinho é a única que aumenta e melhora a experiencia sexual. Uma pesquisa publicada no Nutrition Journal em 2012 mostrou que, em moderação, o vinho tinto aumenta a produção de testosterona, o bom e velho hormônio do apetite sexual. Outro estudo, publicado no Journal of Sexual Medicine em 2009, revelou que quantidades moderadas dessa bebida aumenta o fluxo sanguíneo nas zonas erógenas das mulheres, também aumentando a lubrificação.

* Bora chegar aos 80 anos?
Mas queremos informa-lo que fazer atividades físicas, alimentar-se bem e ter uma vida saudável pode fazer com que você tenha uma vida mais longa e, se tudo der certo, atinja a idade-auge da vida sexual: os 80 anos.

* Esqueça o cigarro e as bebidas em excesso!
Além de fazer com que você chegue aos tão esperados 80 anos, parar de fumar e de beber pode ajudá-lo a ter uma vida sexual mais satisfatória. De acordo com um estudo publicado no periódico BJU International em 2016, homens que fumam são menos férteis e têm menos ereções.

* Aumenta o som!
Não é novidade que a música estimula nossos sentidos. Quem nunca ficou arrepiado com alguma melodia que gostava muito? A ciência inclusive comprova que a música tem um papel importante na atração sexual. Publicado no periódico PLOS One no ano passado, o estudo mostrou que o som faz com que as pessoas fiquem mais atraentes aos olhos dos outros.

 

(Via VivaBem – UOL)

Dupla penetração: deixe o tabu de lado!

Quanto mais prazeroso o sexo, melhor! Porque então muitas mulheres ainda têm medo ou vergonha de encarar algo “a mais” na hora H? Assim como outras práticas sexuais, a dupla penetração pode ser algo extremamente excitante e prazeroso para quem estiver envolvidx no momento.

Lembre-se que não necessariamente é necessário estar na cama com dois homens. Isso porque a penetração pode ser feita de várias formas: dedos, vibradores, dildos… e pênis, claro!

O ideal é que a mulher esteja super excitada, seja muito bem estimulada em suas zonas erógenas e esteja confortável com a situação. Quer algumas dicas antes de encarar essa aventura deliciosa?

– tenha uma conversa franca com o/a parceirx. Apesar de ser um fetiche, nem todo mundo está disposto a pratica;

– pense no tipo de penetração que você deseja, seja com uma terceira pessoa, dedos ou brinquedo erótico (clique aqui para acessar nossa loja virtual!);

– lubrificantes à base de água são fundamentais para deixar a movimentação mais fácil.

– use camisinha SEMPRE!

– a posição mais indicada para quem está iniciando do universo da dupla penetração é: sentar e encaixar. Isso mesmo, comece o sexo anal com um primeiro parceiro que deve ficar sentado. Em seguida, abra as pernas de modo que o outro parceiro/vibrador/etc consiga encaixar-se dentro da sua vagina. Pronto? Agora é hora de começar o vai e vem e aproveitar!

Não esqueça: brinquedos, dedos e pênis nunca devem ir do ânus para a vagina. Isso pode causar sérias infecções. Troque a camisinha e recomece a brincadeira.

Para começar a semana: assista a um super documentário sobre o clitóris

Sexo oral, ponto g, masturbação, penetração. Inúmeras são as formas possíveis de fazer uma mulher gozar. Entretanto, o clitóris, o órgão cuja única função é proporcionar prazer às mulheres ainda é um tabu e por séculos foi negado e culpabilizado, sobretudo pelas religiões. E por essas e outras que por muito tempo esse incrível ‘botãozinho do prazer’ ficou na marginalidade da medicina, por muitas vezes sendo até questionada sua existência. O primeiro anatomista a fazer referência a essa parte do corpo feminino foi Ronaldo Columbus, em 1559, quando o descreveu como a “cidade do amor”.

O filósofo francês René Descartes, 100 anos depois, achou que tivesse feito a descoberta. Para ele, sem o prazer clitoriano, as mulheres sequer estariam dispostas à maternidade. Mas depois disso, o clitóris caiu no esquecimento por muitos anos, até que em 1884, George Cobald publicou uma série de desenhos que não poderiam mais ser negligenciados pela ciência.

Nossa proposta para esse início de semana é o documentário Clitóris, prazer proibido. Com depoimentos de médicos, educadores sexuais e mulheres em geral, documentário contesta a concepção histórica e patriarcal de que sexo existe apenas para a reprodução. O filme também aborda questões delicadas, como a mutilação genital ainda exercida em muitos países até hoje e a “adequação” estética que muitas mulheres se submetem apenas para tentar se encaixar em um padrão de beleza – ou agradar aos homens.

Uma das entrevistadas no documentário é a médica Helen O´Connell, pesquisadora de Melbourne considerada uma das especialistas em clitóris. Ela explica o funcionamento do órgão e afirma que não há um “ponto G”. Para Helen, o clitóris é maior do que se pensa e está ligado a todo orgasmo feminino.

Prepara a pipoca e aproveite!

Sexo oral tunado: ingredientes para ter ainda mais prazer durante a prática

Que uma boa e demorada sessão de sexo oral é uma maravilha todo mundo concorda, mas e se tivermos como deixar tudo ainda melhor? Confira nossas dicas:

Mousse efervescente
Perfeitos para uma massagem excitante e especial, agora os mousses também são beijáveis – ou seja, funcionam também para o sexo oral. Com aromas intensos, modernos e totalmente veganos, você encontra inúmeras opções de sabores em nossa loja. Durante a massagem, provoca “estalinhos” na pele.
Conheça: https://bit.ly/2GPynEa

Gel que esquente
Existem no mercado várias marcas que possuem esse produto. O truque é pingar algumas gotinhas na glande do pênis, fazer uma leve massagem, assoprar e depois bafejar, para que o produto aja e proporcione a sensação quente. Aí é só para o sexo oral e brincar à vontade. O cara também pode usar a mesma estratégia para te dar prazer. Que tal deixar a região interna das coxas mais quentes antes da carícia no clitóris.
Conheça: https://bit.ly/2GMsNCm

Água gelada
Está sem nenhum gel em mãos? Não tem problema. Uma dose de água gelada será o suficiente para deixar o sexo oral diferente. Bebam um pouquinho e deixe a boca gelar. Logo que engolirem, parta para o sexo oral. A mudança de temperatura vai gerar uma sensação maravilhosa. Importante: prefira a água gelado ao gelo, pois a textura do gelo pode ferir a glande.

Descubra outros dos nossos produtos para sexo oral clicando aqui!

Sexo de segunda: 3 posições para garantir orgasmos já no início da semana!

Em pé, sentada ou deitada, de lado, com as pernas pra cima ou para baixo: não importa a posição ou o lugar, com essas dicas o orgasmo está mais do que garantido.

A ponte
Essa é para deixar o sexo em outro patamar. Peça para seu parceiro ficar com o corpo levantado, enquanto se apoia com as mãos e os pés no chão. Assim você vai se sentar delicadamente no seu colo, apoiando suas pernas e braços onde for confortável para ambos. Os movimentos podem ser feitos por vocês dois, mas tenham cuidado para não se machucarem.
Sexo de segunda:  3 posições para garantir orgasmos já no início da semana!

Senta, senta, senta, vai!
Aqui a ideia é você coordenar toda a transa, quase como se fosse uma pilota. Com seu parceiro sentado, apoie-se em cima dele enquanto ele envolve seus braços em torno de sua cintura. Agora, se quiser que ele tenha o controle, coloque seu corpo para trás e apoie suas mãos nos joelhos dele. Essa posição tem potencial para provocar orgasmos rápidos e intensos.
Sexo de segunda:  3 posições para garantir orgasmos já no início da semana!

Segunda de pernas pro ar: literalmente!
Está na pilha de algo mais ousado? Então essa é pra você! Nós recomendamos que vocês estejam, pelo menos, em uma cama, sofá ou tapete bem macio. Para quem gosta de penetração profunda, não tem erro. Basta apoiar sua cabeça e ombros na superfície e deixar as pernas para cima, enquanto o gato comanda o vaivém e te proporciona sensações inesquecíveis.
Sexo de segunda:  3 posições para garantir orgasmos já no início da semana!

Bora testar?

Fotos: reprodução