É surpreendente! Conheça 4 coisas que acontecem no organismo durante o sexo

Ilustração: Raffaele Marinetti

Gozar é incrível e isso não podemos negar. Mas melhor ainda quando a atividade sexual traz outros benefícios para a nossa saúde física e mental. Aqui estão alguns deles:

Melhora nosso olfato
O doutor Samuel Weiss e outros pesquisadores de uma universidade canadense estudaram os impactos da relação sexual nos nossos sentidos. E a descoberta maravilhosa foi: ao atingirmos o orgasmo, o hormônio conhecido como prolactina aumenta no corpo, originando novas células do bulbo olfativo. Ou seja, quando gozamos, estamos estimulando de forma maravilhosa o nosso olfato – e melhorando a nossa forma de sentir os aromas por aí.

Minimiza dores musculares
Especialista em Neurociência, o professor doutor Barry Komisaruk diz que gozar pode ser responsáveis por inibir a dor. Segundo ele, pesquisas revelam que o orgasmo impede que ocorra a liberação de transmissores da medula espinhal, que correspondem a dor para os neurônios. Gente, olha isso: QUASE UMA MORFINA NATURAL.

Previne episódios de insônia
Sabe aquela molezinha maravilhosa que a gente sente depois de um sexo bem feito? Pois é. Pesquisadores afirmam que os hormônios liberados no auge do vamo-vê funcionam melhor que muitos remédios para dormir que são vendidos por aí.

… e até mesmo algumas doenças!
Ter uma vida sexual ativa pode prevenir muitas doenças. Nos homens, principalmente o câncer de próstata. Além dela, doenças cardíacas e derrames também podem ser evitadas com sexo. Antigamente, acreditava-se facilmente que as relações sexuais poderiam ser culpadas por infarto, mas isso provou-se ser apenas um mito. AINDA BEM, NÉ? Se é pra morrer, só se for de tanto gozar.

Mas não esquece: camisinha SEMPRE, pois as DSTs ainda estão por ai 😉

Pênis funcional e Inteligência Artificial: os bonecos vão superar os homens na hora do sexo?

(fotos: Reprodução/Divulgação)

Ok, já existem vários modelos de boneca sexuais ultrarrealistas, capazes de enganar facilmente qualquer desavisado por aí. Agora, chegou a vez dos robôs masculinos com pênis funcionais e equipados com inteligência artificial darem as caras.

male-sex-robot-realdoll-1192241

Assustador? Bom, uma coisa é certa: especialistas do mercado erótico já estão convencidos de que bonecos sexuais masculinos irão substituir, de vez, os homens no quarto.

A empresa por trás disso se chama Realbotix, responsável pela boneca Harmony, a primeira robô sexuai capaz de interagir com o usuário com essa finalidade. Sua versão masculina, ainda sem nome, contará com as mesmas especificações de software da Harmony, com a adição de um pênis funcional e que promete proporcionar prazer tão ou mais intenso do que um companheiro “vivo”.

male-sex-robot-realdoll-1192232

A Harmony, por exemplo, consegue exibir várias expressões faciais durante o ato, além de piscar os olhos, mover a cabeça e mexer a boca de acordo com os sons emitidos. O mesmo acontecerá com o robô masculino, mas ainda não ficou claro se a IA será empregada para influenciar o seu comportamento, ou se será responsável por guiar os movimentos do pênis robótico.

Estamos ansiosxs para conhecer a novidade!

Pesquisa desvenda as preferências sexuais e o comportamento dos brasileiros na Hora H

foto: reprodução

Veja a seguir alguns insights sobre a pesquisa e o infográfico completo sobre o comportamento dos brasileiros quando o assunto é sexo.
xxx

Via Sexlog.com

Um é bom, dois é ótimo… mas que tal conhecer os 6 tipos de orgasmos femininos?

foto: reprodução/iStock

Que sorte a das mulheres: seu corpo é uma verdadeira máquina de prazer e merece – e como! – ser explorado ao máximo. Conheça os tipos de orgasmos que você pode alcançar ou proporcionar:

1. Orgasmo clítoriano

O clitóris é um pequeno órgão cilíndrico e erétil, situado na parte interior da vulva, sendo um dos principais pontos de prazer sexual nas mulheres. O orgasmo clitoriano ocorre através do estímulo do clitóris.

2. Orgasmo vaginal

Esse tipo de orgasmo ocorre quando há penetração na parte mais profunda da vagina.

3. Ponto G

O ponto G é uma pequena parte da vagina que fica acima do osso púbico, essa parte permanece oculta e só surge após a mulher receber estímulos no corpo inteiro e estar previamente excitada. Para alcançar o orgasmo no ponto G é preciso que o local seja bem estimulado.

4. Ponto U

A uretra – local por onde sai a urina – está localizada entre o clitóris e a entrada da vagina, por ser uma área supersensível gera muito prazer na hora do sexo. Este é o orgasmo alcançado através do estímulo da uretra.

5. Orgasmo anal

O orgasmo anal é uma das formas mais raras de atingir o clímax entre as mulheres. Ele acontece através do estímulo do ânus que é uma região repleta de terminações nervosas.

6. Orgasmo mamário

Os seios são uma das partes do corpo feminino mais sensíveis ao toque, sendo extremamente importantes para aumentar a excitação da mulher. O orgasmo mamário é causado pela estimulação dos seios.

4 fatos curiosos sobre sexo que você PRECISA saber

foto: reprodução

Prepare-se para amar ainda mais as boas noites (tardes e manhãs!) de sexo:

1) Deixe as drogas de lado!
As endorfinas que são liberadas durante o ato sexual proporcionam um êxtase bem parecido ao uso de substâncias ilícitas, como o ópio. Ta aí mais um motivo para mandar ver no sexo e na masturbação, hein?

2) Te amamos, gengibre!
Além de fazer um bem danado à saúde, o gengibre é também um potente afrodisíaco: basta mascar pequenos pedaços durante o dia para aumentar a sua frequência cardíaca e… não se conter de tanto tesão!

3) Esperma faz bem pro rosto!
Pode acreditar, o esperma é um excelente tratamento anti-envelhecimento, além de deixar a pele mais macia.

4) Abrace os seus 40 anos!
Um estudo recente confirmou que mulheres com mais de 40 anos têm mais chances de chegar ao orgasmo múltiplo do que as mais novas. Incrível, não?

E para maduras e novinhas, nós temos uma seleção incrível de sextoys para ajudar nessa busca pelo melhor orgasmo da vida. Clique aqui!

4 erros que os homens cometem durante o sexo – e como evitá-los!

Homens, guardem essas dicas no coração!

Deixar as preliminares de lado
Mulheres precisam de estímulo psicológico, físico e verbal para ficarem “no ponto”, não são como os homens que veem um belo par de seios e já enrijecem. Elas precisam de muito beijo na boca, masturbação e sexo oral para ficarem bem molhadas e apreciarem mais você e o sexo.

Empurrar ou ficar mexendo na cabeça dela durante o sexo oral
Ela está lá fazendo um agrado oral em você, no ritmo dela, e você quer que ela faça mais rápido, mais forte, mais fundo. A solução que alguns homens encontram? Usar as mãos e conduzir a cabeça dela para frente e para trás. Não! Diga a ela como prefere, mostre a ela como acha melhor. E mais, não são todas mulheres que conseguem fazer a garganta profunda.

Ter nojinho de beijar depois do sexo oral
Depois de um serviço caprichado da sua parceira ela te abraça e te beija. Você “discretamente” corta o beijo e dá apenas um selinho nela. Peraí, você tem nojo de você mesmo? Você não lava seu júnior? Isso é frescura e mulher detesta. Beije na boca sempre, não só antes do sexo.

Entrar no buraco errado
Certos homens têm mania de “errar” o buraco, especialmente quando estão na posição “de quatro”. Eles acham que não sabemos que foi de propósito. Eles fazem isso para ver nossa reação, e quando tomamos aquele susto eles se desculpam e alegam o erro. Se você quer fazer sexo anal com sua parceira, conversem sobre isso. E comece dando beijinhos e pondo dedos no ânus dela, ao invés de enfiar toda a glande sem querer. O trauma pode ser intenso, tanto para ela como para você.

Via El hombre

O sexo está te causando desconforto? Veja algumas possíveis causas!

Sexo não combina com desconforto, né? Infelizmente, algumas mulheres podem sentir uma dorzinha – ou dorzona! – bem desagradável durante a transa. Os motivos podem ser os mais variados, mas você já ouviu falar nos mais comuns? Essa é a nossa pauta de hoje.

1) A principal razão está no estímulo. Ou na falta dele. Quando não se está devidamente lubrificada, a penetração acaba ficando mais difícil. Por isso, tenha sempre por perto algum lubrificante à base de água e incentive seu parceiro a explorar cada cantinho do seu corpo.

2) Os exames de DSTs estão em dia? Isso porque a dor por ter relação direta com as doenças sexualmente transmissíveis, tal como a clamídia, herpes ou gonorreia. Estas infeções dão origem a dores na zona pélvica ou na vulva durante a transa. Mas não se apavore. Procure logo assistência médica pois há tratamento!

3) A endometriose também pode causar desconforto durante o sexo. Essa é uma condição em que as células do tecido que constituem o útero (endométrio) crescem fora da zona normal, como por exemplo nos ovários, na bexiga ou no peritoneu pélvico, resultando em dores intensas na hora H.

Bora deixar o sexo mais prazeroso? Não deixe de procurar ajuda especializada sempre que sentir que algo não está “certo”, combinado?