Saiba como cuidar da sua vagina!

Você realmente sabe o que é a vagina? O que muita gente chama por esse nome, na verdade, é a vulva, a parte externa do órgão, que é composta pelo clitórios, lábios internos e externos e a abertura para a vagina, que é o canal interno. Além disso, o órgão completo também é composto pelas trompas, útero e ovários.

E como cuidar dela direitinho é o assunto do nosso post de hoje:

DM_Set_11_vagina.png

Não pode

  • Lavar internamente a vagina: a lavagem interna pode alterar a microbiota vaginal natural, o que faz com que a chance para desenvolver uma infecção seja maior.
  • Fazer duchas vaginais: a ducha vaginal é outro tipo de limpeza realizada na parte interna do órgão reprodutor feminino e deve ser evitada pelo mesmo motivo citado acima.
  • Colocar alimentos ou produtos químicos que possam agredi-la: o uso de produtos químicos e até mesmo alimentos pode gerar irritações na vagina. Caso você queira apimentar a relação sexual, pode usar produtos específicos para a prática.
  • Usar absorvente diário todos os dias: o uso de protetores diários faz com que a temperatura e a umidade da região vaginal aumentem, o que torna o ambiente suscetível a proliferação de micro-organismos que causam doenças.
  • Fazer vaporização vaginal: a vaporização vaginal pode causar irritações e até mesmo queimaduras devido à temperatura, por isso, a técnica deve ser evitada.

Pode

  • Realizar exercícios pélvicos: conhecida como pompoarismo, a prática de exercícios pélvicos ajudam a manter a musculatura tonificada, o que melhora o desempenho sexual. Além disso, ele também ajuda a evitar uma futura incontinência urinária. Clique aqui para ver os produtos disponíveis para a prática em nossa loja!
  • Deixá-la respirar: para que sua vagina respire um pouco, é interessante usar roupas que não apertem a região e calcinhas de algodão. Além disso, deixar o local abafado por muito tempo pode gerar suor, o que pode causar irritação, assaduras e até mesmo infecções.
  • Usar lubrificantes: os lubrificantes podem ser ótimos aliados na hora de manter uma relação sexual, caso você não tenha uma lubrificação natural muito grande. Clique aqui para ver os lubrificantes disponíveis em nossa loja!
  • Ter relações sexuais durante a gravidez: não precisa ter medo de machucar seu bebê durante a relação sexual, pois um tampão de muco fecha o colo do útero e ajuda a manter as infecções longe. Além disso, o saco amniótico e o útero também o deixam protegido.
  • Usar lenço umedecido para limpezas de emergência: o lenço umedecido não deve ser usado com frequência, pois podem remover a camada de proteção da vulva, mas em situações emergências, você pode utilizar desse produto. Só não vale abusar e reutilzar um paninho que já foi usado para a limpeza, viu?

Evitar práticas ou produtos que possam fazer mal à sua vagina são fundamentais para a sua saúde, por isso, passe longe das opções citadas na lista de não pode, mas faça bom proveito das práticas citadas na lista do que pode e garanta o bem-estar da sua vagina.

 

(Via dicasdemulher.com.br)

O sexo está te causando desconforto? Veja algumas possíveis causas!

Sexo não combina com desconforto, né? Infelizmente, algumas mulheres podem sentir uma dorzinha – ou dorzona! – bem desagradável durante a transa. Os motivos podem ser os mais variados, mas você já ouviu falar nos mais comuns? Essa é a nossa pauta de hoje.

1) A principal razão está no estímulo. Ou na falta dele. Quando não se está devidamente lubrificada, a penetração acaba ficando mais difícil. Por isso, tenha sempre por perto algum lubrificante à base de água e incentive seu parceiro a explorar cada cantinho do seu corpo.

2) Os exames de DSTs estão em dia? Isso porque a dor por ter relação direta com as doenças sexualmente transmissíveis, tal como a clamídia, herpes ou gonorreia. Estas infeções dão origem a dores na zona pélvica ou na vulva durante a transa. Mas não se apavore. Procure logo assistência médica pois há tratamento!

3) A endometriose também pode causar desconforto durante o sexo. Essa é uma condição em que as células do tecido que constituem o útero (endométrio) crescem fora da zona normal, como por exemplo nos ovários, na bexiga ou no peritoneu pélvico, resultando em dores intensas na hora H.

Bora deixar o sexo mais prazeroso? Não deixe de procurar ajuda especializada sempre que sentir que algo não está “certo”, combinado?