5 dicas (comprovadas pela ciência!) que melhoram o sexo

 

foto: Nymphainna

Fazer sexo além de super prazeroso, também faz um bem danado à saúde. Além de proteger o corpo de doença cardiovasculares, melhorar o humor e a qualidade de vida, uma boa transa é – comprovadamente – algo que a ciência apoia. Não é a toa que existe várias pesquisas sobre o assunto, né? Vem ver o que dizem algumas delas:

* No Stress
Pessoas estressadas não são nada atraentes, todo mundo sabe. Mas, além disso, o estresse influencia o ato sexual. O estresse aumenta os níveis do cortisol no corpo. Esse hormônio, por sua vez, deixa as pessoas com menos apetite sexual nas mulheres, de acordo com um estudo feito por cientistas da Universidade do Texas, em 2009. Nos homens, o cortisol diminui a circulação da testosterona, fazendo com que as chances de ereção sejam menores, segundo um estudo publicado em 2005, no periódico Journal of Sports Science & Medicine.

* Vinho tinto? Sim!
A relação do vinho tinto com o sexo não é novidade. Diversos estudos descobriram que, de todas as bebidas alcoólicas, o vinho é a única que aumenta e melhora a experiencia sexual. Uma pesquisa publicada no Nutrition Journal em 2012 mostrou que, em moderação, o vinho tinto aumenta a produção de testosterona, o bom e velho hormônio do apetite sexual. Outro estudo, publicado no Journal of Sexual Medicine em 2009, revelou que quantidades moderadas dessa bebida aumenta o fluxo sanguíneo nas zonas erógenas das mulheres, também aumentando a lubrificação.

* Bora chegar aos 80 anos?
Mas queremos informa-lo que fazer atividades físicas, alimentar-se bem e ter uma vida saudável pode fazer com que você tenha uma vida mais longa e, se tudo der certo, atinja a idade-auge da vida sexual: os 80 anos.

* Esqueça o cigarro e as bebidas em excesso!
Além de fazer com que você chegue aos tão esperados 80 anos, parar de fumar e de beber pode ajudá-lo a ter uma vida sexual mais satisfatória. De acordo com um estudo publicado no periódico BJU International em 2016, homens que fumam são menos férteis e têm menos ereções.

* Aumenta o som!
Não é novidade que a música estimula nossos sentidos. Quem nunca ficou arrepiado com alguma melodia que gostava muito? A ciência inclusive comprova que a música tem um papel importante na atração sexual. Publicado no periódico PLOS One no ano passado, o estudo mostrou que o som faz com que as pessoas fiquem mais atraentes aos olhos dos outros.

 

(Via VivaBem – UOL)

4 dicas para mandar bem ao estimular o clitóris

Juliana Mavalli (/ foto reprodução)

Sorte das mulheres que possuem um órgão exclusivo para o prazer, né? O clitóris – com suas mais de 8 mil terminações nervosas -, é sem dúvida a parte mais sensível da anatomia feminina. Por incrível que pareça, muitos homens não sabem disso e os outros que sabem, às vezes não tem nem ideia de como estimular a área do jeito correto. Assim, nosso post de hoje destina-se a dar aquela mãozinha (opa!) para quem quer melhorar a arte de dar prazer à mulher.

Confira:

1) Sexo oral é rei
O clitóris precisa de uma estimulação levinha, calma e bem molhada. E a melhor forma de fazer isso é com um bom sexo oral. Use a boca e a língua de forma macia, sem força. É fato que conforme a mulher vai ficando excitada, temos a tendência de acelerar o estímulo, deixando, consequentemente, a língua mais dura.

2) Devagar e sempre
Não vá direto ao ponto. Por ser super sensível, o clitóris precisa de uma estimulação suave, senão causa um grande desconforto. Reserve os carinhos do clitóris para mais tarde. Passeie por todas as zonas erógenas do corpo dela, pescoço, seios, barriga, costas, virilha, pernas pés.

3) Esqueça o que o pornô te ensinou
Não cuspa no clítoris. Além de deselegante e até ofensivo para algumas mulheres, cuspir no clitóris não é funcional e não é capaz de dar prazer algum. A mulher, quando estimulada, produz sua própria lubrificação. Tudo que você precisa fazer é utilizar a sua saliva e também movimentar seus lábios na lubrificação e subir até o clitóris para deixar a área molhadinha.

4) Atenção aos movimentos
Pode acreditar, esses dois são sucesso na certa.
Circular: ao fazer sexo oral na sua parceira, deixe a língua bem relaxada e rodeie suavemente o clitóris, fazendo círculos em volta dele e não diretamente no órgão.
Número 8: Faça movimentos desenhando um número oito com a língua sobre o clitóris.

Quer conhecer acessórios que ajudam no estímulo da região? Basta clicar aqui! 

Crave, a marca americana de sextoys inspirados em joias

Nada de ruídos, qualidade superior e uma discrição impressionante. Crave, a empresa de produtos eróticos fundada por Ti Chang preza por realizar nossos prazeres mais íntimos – tudo com muito estilo, é claro. E por incrível que pareça, a marca foi lançada com a ajuda de investidores.

Crave, a marca americana de sextoys inspirados em joias

prendedor de mamilos

Depois de arrecadar US$ 100 mil de mais de 900 doadores na plataforma de crowdfunding CKIE para lançar o primeiro produto (o vibrador batizado de Vesper), Crave entrou no mercado de sextoys tendo como foco homens e mulheres dispostos a experimentar produtos utilizáveis dentro e fora do quarto.

Isso porque depois de conversar com seu público alvo, os responsáveis pela marca decidiram investir em peças diferenciadas, compactas e fáceis de serem recarregados. Um de seus grandes diferenciais é a versatilidade da bateria, recarregada a partir de uma entrada USB e, em um segundo momento, a possibilidade do armazenamento de dados.

12698501_954202331332325_2921360527994644587_o

vibrador bulletbrons

colar vibratório 

Para cada produto lançado, uma bateria de testes é realizada. Chang revela que a empresa mantém contato com voluntárias a partir de pesquisas online e entrevistas presenciais para descobrir o que funciona e o que pode ser aprimorado nos vibradores. Mas nem sempre foi assim: antes do lançamento oficial, quem testava os produtos eram as amigas de Ti. Porque opinião sincera é importante quando estamos falando de orgasmos, certo?

Na fábrica, os vibradores – que mais parecem joias – recebem uma camada de spray antibactericida, são embalados em uma bolsinha de couro e depois em uma pequena caixa com as instruções de uso. Com muito cuidado, todos os produtos que saem da fábrica são montados à mão individualmente.

Verdadeiras preciosidades!

5 dicas sobre sexo anal que você deve saber antes de experimentá-lo

Nos filmes eróticos é clássico: o sexo anal é apresentado de forma tão natural que faz muita gente acreditar que é uma prática banal. Bom, ela pode ser se você já estiver acostumada, relaxada e tranquila. Do contrário, a experiência pode ser até mesmo traumatizante.

Por isso, no post de hoje separamos algumas dicas para que esse momento seja incrível e de muito prazer, tanto para homens quanto para mulheres. Espia só:

1) Lubrificante nunca é demais. MESMO!
Ao contrário da vagina, o ânus não tem um sistema de lubrificação, então é importante usar lubrificante sempre que for penetrá-lo – seja com um brinquedinho, um vibrador, o dedo ou o pênis.

2) Doeu? NUNCA volte o pênis para a vagina antes de higienizá-lo!
Isso porque as bactérias de cada lugar são diferentes, então quando você troca, pode contaminar um com bactérias do outro, causando infecções e até lesões. Para as mulheres, a famosa infecção urinária – ou cistite.

3) Não simule o que você assistiu naquele pornozão!
A pornografia nos faz pensar que é muito fácil/natural apenas deslizar para dentro e começar o vaivém. Os filmes pornôs também são editados e os atores são muito mais experientes do que o seu parceiro.

4) Procure a posição mais confortável sempre!
Se você nunca fez sexo anal, a dica é que na primeira vez você não tente a penetração por cima do seu parceiro. Dessa maneira, vai machucar e a tendência é você não querer mais. Para a primeira vez, a posição mais indicada é a de lado. Você se deita de lado e fica de costas para seu parceiro. Ele deita virado para você um pouco mais embaixo para que consiga encaixar, de forma que pareça uma colhe

5) Tenha calma ao retirar sex toys!
Melhor conselho sobre os brinquedos: não remova as bolinhas de pompoarismo, vibradores ou plugs como se você estivesse ligando um cortador de grama!

Combinado? Agora passa na nossa loja virtual para conhecer os produtos que vão te ajudar a ter uma noitada de muito sexo – anal, inclusive – daquelas!

 

Artista francês anônimo vira febre na internet ao compartilhar suas ilustrações eróticas

Há inúmeras maneiras de explorar as nossas mais íntimas fantasias sexuais. O artista francês anônimo e responsável pelo perfil Petites Luxures (Pequenas Luxúrias), nas redes sociais, busca fazer isso com ilustrações eróticas minimalistas.

Com traços bem simples, os desenhos são super sugestivos e normalmente estão acompanhados de frases, quase sempre em francês, mas com a legenda da foto traduzida para o inglês. Em entrevista ao magazine francês L’Obs, o misterioso artista contou de onde surge a inspiração para cada novo rabisco. Ele afirma não utilizar fotos de referência, “o desenho deve ir diretamente do meu cérebro para a folha”, não importando se isso significar que ocorrerão erros.

p6-miniatura-800x774-134537tumblr_npwmlahTIn1uqiimlo1_1280-miniatura-800x800-134543dk1slmndg1n6ygxzsinevse6n

No Petites Luxures, tudo é inspiração.
“Pode-se erotizar quase tudo na vida: um lugar, uma comida, uma cor, uma visita ao dentista, uma hora do dia, uma roupa…Pode-se ver o amor e o sexo em tudo!”

tumblr_no5lh1u4qv1uqiimlo1_1280-miniatura-800x800-134530tumblr_ny15nbBudN1uqiimlo1_1280-miniatura-800x800-134527tumblr_nphkh9IpEJ1uqiimlo1_1280-miniatura-800x800-134524tumblr_nz0dasuT6I1uqiimlo1_1280-miniatura-800x800-134518

Concordamos e adoramos!

Para começar a semana: assista a um super documentário sobre o clitóris

Sexo oral, ponto g, masturbação, penetração. Inúmeras são as formas possíveis de fazer uma mulher gozar. Entretanto, o clitóris, o órgão cuja única função é proporcionar prazer às mulheres ainda é um tabu e por séculos foi negado e culpabilizado, sobretudo pelas religiões. E por essas e outras que por muito tempo esse incrível ‘botãozinho do prazer’ ficou na marginalidade da medicina, por muitas vezes sendo até questionada sua existência. O primeiro anatomista a fazer referência a essa parte do corpo feminino foi Ronaldo Columbus, em 1559, quando o descreveu como a “cidade do amor”.

O filósofo francês René Descartes, 100 anos depois, achou que tivesse feito a descoberta. Para ele, sem o prazer clitoriano, as mulheres sequer estariam dispostas à maternidade. Mas depois disso, o clitóris caiu no esquecimento por muitos anos, até que em 1884, George Cobald publicou uma série de desenhos que não poderiam mais ser negligenciados pela ciência.

Nossa proposta para esse início de semana é o documentário Clitóris, prazer proibido. Com depoimentos de médicos, educadores sexuais e mulheres em geral, documentário contesta a concepção histórica e patriarcal de que sexo existe apenas para a reprodução. O filme também aborda questões delicadas, como a mutilação genital ainda exercida em muitos países até hoje e a “adequação” estética que muitas mulheres se submetem apenas para tentar se encaixar em um padrão de beleza – ou agradar aos homens.

Uma das entrevistadas no documentário é a médica Helen O´Connell, pesquisadora de Melbourne considerada uma das especialistas em clitóris. Ela explica o funcionamento do órgão e afirma que não há um “ponto G”. Para Helen, o clitóris é maior do que se pensa e está ligado a todo orgasmo feminino.

Prepara a pipoca e aproveite!

3 descobertas (e surpresas) de quem comprou um sextoy pela primeira vez

A visão que muitos têm de uma sexshop é que sempre vai ser um lugar meio obscuro demais pra entrar – ainda mais quando localizadas em ruas movimentadas. Mas essa barreira precisa ser quebrada. As sexshops foram criadas justamente para nos ajudar – e não atrapalhar o nosso dia a dia. Sem contar que, em pleno 2018, ter vergonha de entrar em qualquer lugar soa meio absurdo, não acham?
No post de hoje a gente relata algumas situações que podem te ajudar a repensar a ida ou a própria aquisição de um brinquedinho. Vem ver:

A Internet tá aqui pra te ajudar!
Ora, tá difícil MESMO de passar em uma loja física e superar o medo de ser julgadx? Sem problemas, nós temos um cantinho virtual incrível e recheado de produtos pensados para o seu prazer. Basta acessar http://piaceresex.com.br. Você escolhe o produto que quiser e ele chega super discreto na sua casa. Boa solução, né?

Vibradores são parceiros e não inimigos
Chega de achar que só homens conseguem dar prazer às parceiras! Os vibradores foram pensados para esquentar ainda mais a relação e devem ser visto como um aliado – ele jamais vai substituir um pênis de verdade e ainda por cima, vai deixar seu/sua companheirx ainda mais satisfeitx.

Nem todo mundo quer um dildo
Isso mesmo, a mulherada tem inúmeras opções de sextoys voltados para o estímulo do clitóris (e bota estímulo nisso!). Além de diversos formatos, tamanhos e modelos, eles também são discretos e podem ser carregados pra lá e pra cá.

E esse são só alguns dos motivos pra você correr agora pra nossa loja online e adquirir o seu! Os brinquedinhos sexuais são um investimento no seu prazer, intimidade e na descoberta de novas sensações.