Rolou mesmo: 4 filmes com cenas de sexo reais!

O sexo é uma das constantes nas telas de cinema – e a gente adora!
Mas já parou para pensar que em muitas produções, tanto em Hollywood quanto as mais independentes e com baixo orçamento, incluem cenas de sexo real em seus filmes, mas que nada (ou quase!) tem a ver com pornografia? No post de hoje selecionamos alguns filmes que contam com transas de verdade e super bem roteirizadas.

1) O império dos sentidos
O filme foi apresentado no Festival de Cannes de 1976 e foi extremamente aclamado pelos espectadores. Todas as cenas de sexo são explícitas, reais e impactantes. O filme é baseado na verdadeira história de Sada Abre, cortesã japonesa conhecida por asfixiar eroticamente o amante e cortar seu pênis. Curiosidade: meia década depois o filme ainda é proibido no Japão.

2) Calígula
O filme é um dos mais controversos da história do cinema. Trata-se da vida do famoso imperador romano, caracterizado por sua vida desregrada e cheia de polêmicas. Mantinha relações sexuais com homens, mulheres e até animais. As cenas explícitas de sexo (muitas teriam sido cortadas para não chocar) foram qualificadas por algumas pessoas como pornográficas.

3) Brown Bunny
A história conta a vida de um homem (interpretado por Vincent Gallo) que dedica seu tempo a correr de motocicleta e que acaba fazendo uma tour pela Califórnia. Todos os dias o personagem sente falta da sua alma gêmea e mata a saudade transando com inúmeras mulheres. Tudo seria absolutamente “normal”, se o sexo oral entre Vincent e Chloë Sevigny, que interpreta Daisy, não fosse verdadeiro. Os atores eram casados na época em que o filme foi feito e Choë disse, numa entrevista, que a cena de sexo oral não foi simulada.

4) Love
Até existe um enredo envolvendo o filme “Love”, mas ele é secundário quando comparado às cenas de sexo. A história de amor de Gaspar Noé é gráfica, explícita e, sim, filmada no glorioso 3D. Pode chamar de pornô, se quiser, mas não há como não ficar surpreso – e até meio encantado – com a possibilidade de ver a ejaculação voar na sua cara da distância segura de uma poltrona de cinema.

Anote os nomes e corre pra Netflix!

Dica quente: 6 filmes +18 para assistir no Netflix

Com o final de semana se aproximando, nada melhor do que descansar e curtir um bom filme (acompanhado ou não) no aconchego do lar. Melhor ainda se ele for daqueles que estimulam a imaginação e a criatividade – sexualmente falando, claro!

Por isso, a separamos uma listinha ousada para quem quiser aproveitar os dias de folga com bastante sensualidade na telinha. Prepare a pipoca que o clima vai esquentar já, já!

Beleza Americana: em uma crise de meia idade, Lester se apaixona pela melhor amiga de sua filha. Para conquistá-la, ele muda suas atitudes e passa a se redescobrir como um novo homem cheio de vontades e desejos secretos.


Infidelidade: Connie leva uma vida feliz ao lado do marido até que conhece um belo e sensual francês. Os dois se tornam amantes e são dominados por uma paixão que não para de crescer – e pode ser até perigosa.

Azul é a cor mais quente: Adèle é uma adolescente que enfrenta os desafios da chegada da maturidade. Sua vida toma um rumo inesperado ao conhecer uma encantadora garota de cabelo azul, com quem começará uma intensa relação e uma viagem de descobertas e prazer.

Match Point: O instrutor de tênis Chris Wilton se casa com a jovem Chloé para conseguir um cargo na empresa do sogro milionário, mas começa a traí-la com Nola Rice, a sensual noiva americana do cunhado, que ameaça expor o romance.

Deixe a luz acesa: Na Nova York de 1997, o documentarista Erik conhece o advogado Paul. O que a princípio poderia ser apenas um encontro se transforma em algo muito mais sério, um relacionamento de 10 anos. Paul não assume publicamente que é homossexual, preocupado com a carreira, já Erik é intenso e destemido. A relação amorosa deles dois vai se tornando instável à medida que eles têm que lidar com seus vícios e compulsões e confrontar seus próprios limites.

50 tons de cinza: Anastasia Steele é uma estudante de literatura de 21 anos, recatada e virgem. Uma dia ela deve entrevistar para o jornal da faculdade o poderoso magnata Christian Grey. Nasce uma complexa relação entre ambos: com a descoberta amorosa e sexual, Anastasia conhece os prazeres do sadomasoquismo, tornando-se o objeto de submissão do sádico Grey.

PS: caso esse último seja realmente inspirador, vale a pena dar uma passadinha no nosso site para conhecer todos os produtos relacionados à BDSM disponíveis. Clique aqui!

(Fontes: AdoroCinema, Areah, Uol)

Casais que assistem Netflix juntos fazem mais sexo

thinkstockphotos-124818451
(Eyecandy Images/Thinkstock/Getty Images)

A história de que os casais que não têm televisão no quarto fazem mais sexo está ultrapassada. Assistir a um filme deitada na cama com seu parceiro pode dobrar o número de vezes que vocês costumam transar, segundo uma pesquisa inglesa publicada pelo portal Daily Mail.

Nela, 67% das pessoas com uma TV perto da cama disseram que o aparelho as ajuda a ter uma vida sexual mais ativa – 32% delas até afirmaram gostar de fazer amor ao mesmo tempo que assistem ao seu programa favorito! E os sexperts afirmam: além de incendiar a relação entre os lençóis, os vídeos eróticos ampliam o repertório. Então, se ele topar a ideia, comecem a variar o tema dos filmes juntos.

Fonte: Boa Forma