3 formas de masturbação que todas as mulheres deveriam experimentar

O prazer solitário – ou semi, já que constantemente estamos acompanhadxs de sextoys! – é uma delícia e não deve ser deixado de lado. Aliás, deve fazer parte da rotina até mesmo dos casais. No post de hoje a gente sugere 3 posições incríveis para mulheres garantirem um orgasmo de revirar os olhos. E se você é homem e está lendo esse texto, não deixe de incentivar sua parceira. Vai que role um showzinho particular?

giphy

1) Pra molhar mesmo!
Encha uma banheira com bastante espuma e deslize suas mãos por todo o corpo. Variar as temperaturas também é uma forma de fazer o momento ainda mais gostoso. Quem não tem banheira, pode fazer no chuveiro – ou melhor, usar o chuveirinho diretamente no clitóris.
::: Espuma de Banho

2) Oh, toys!
Aproveite a companhia de um sextoy. Deite-se na cama e dobre os joelhos. Coloque o vibrador sobre o clitóris na menor velocidade e vá aumentando conforme for chegando ao clímax. Movimentos de vaivém ajudam a aumentar o prazer.
::: Massageador clitoriano

3) O membro é fake, mas o prazer é real!
Escolha um vibrador com apoio e coloque-o no chão ou em uma cadeira. Depois, é só se posicionar em cima do brinquedinho e curtir a penetração do jeito que você mais gosta. Não esqueça de estimular o clitóris, os mamilos, o ânus…
::: Prótese em cyberskin: 

Dá vontade de testar todas de uma vez só!​

As 10 ilustrações + sexy de Hilda, a esquecida pin-up plus size dos anos 1950

Quando as palavras “garota pin-up” são ditas, a primeira imagem que vem a nossa mente, em geral, é Marilyn Monroe. Ela foi um ícone e sua silhueta cheia de curvas definia muito bem o estilo pin-up. Mas, às vezes, as pessoas esquecem de outras pin-ups que realmente valem a pena lembrar: Hilda, por exemplo.
Criada pelo ilustrador Duane Bryers (1911-2012), Hilda foi uma modelo plus size ruiva que definitivamente não tinha vergonha de seu corpo voluptuoso. Ela não foi apenas a única pin-up plus size de sua época, mas também uma hilária garota atrapalhada que divertia ao olhar. Hilda estampou calendários americanos dos anos 1950 até os anos 1980.

Confira uma galeria de ilustrações de Hilda por Duane Bryers (clique nas imagens para ampliar):

Fonte: Bored Panda

Esmalte no congelador: truque adorado por mulheres não tem nada a ver com beleza

masturbacao-esmalte-1216-1400x800.jpg
KICSIICSI/ISTOCK E GRESEI/SHUTTERSTOCK

A técnica do esmalte congelado não serve para fazer o produto durar mais, muito menos para dar algum efeito diferente nas unhas, mas sim para provocar sensações muito intensas na hora da masturbação. Além de ser uma opção para quem tem vergonha ou receio de comprar um vibrador, o esmalte gelado proporciona um contraste entre o calor da região genital e o frio do frasco, estimulando a região clitoriana de maneira muito prazerosa.

Já se sabe que a masturbação faz bem, principalmente se forem adotadas algumas dicas para deixar o momento ainda mais gostoso. Porém, as técnicas caseiras devem ser encaradas com cautela, a fim de não causar machucados.

Masturbação com esmalte congelado

esmalte vermelho 216 400x800

Como fazer

Basta higienizar um vidro do produto e deixá-lo no freezer até que congele. Depois, pegue o esmalte gelado e utilize a base do recipiente para estimular o clitóris, massageando até atingir o orgasmo.

É seguro?

maturbacao 116 400x800

De acordo com a sexóloga Cátia Damasceno, especialista em fisioterapia uroginecológica, adotar a prática pode ser perigoso pois o vidro de esmalte pode quebrar devido ao choque de temperatura ou vazar, causando ferimentos na vagina. Outro ponto de atenção é a existência de bactérias e outros organismos que podem causar alergias e infecções.

Apesar de funcionar para atingir o orgasmo, a técnica do esmalte no congelador não é indicada por especialistas, sendo recomendado usar acessórios eróticos próprios para o sexo, que podem, inclusive, ser congelados sem riscos.

Fonte: Vix

11 técnicas de sexo oral que você precisa experimentar

sexo oral

O sexo oral em mulheres, quando bem feito, não tem como ser ruim. A carícia é uma das partes mais prazerosas da relação e é muito importante para deixar a mulher relaxada, lubrificada e excitada para a penetração. Porém, ela pode se tornar ainda melhor com o uso de técnicas “avançadas” de preliminares.

As dicas listadas a seguir provocam sensações diferentes das que as mulheres estão acostumadas a sentir durante o sexo oral, pois estimulam áreas geralmente não exploradas e fazem uso de movimentos inusitados. Vale a pena ensinar esses truques para o parceiro e experimentar as novas técnicas na próxima relação – afinal, é assim que o sexo se aprimora.

sexo oral  0

Coloque um travesseiro embaixo do bumbum. Este simples macete elevará seu quadril e deixará sua pélvis mais relaxada e exposta, aumentando o prazer. Procure sempre deixar os joelhos afastados também, pois isso aumenta a sensibilidade da região.

sexo oral 2 0

A língua não deve se limitar ao clitóris. Toda a região da vagina deve ser explorada durante o sexo oral. Além de o próprio toque ser sensual, quanto mais lubrificação, melhor será para a mulher.

sexo oral 3 0

Beijo de língua, só que lá embaixo. Ao invés de esticar a língua para estimular o clitóris, fale para o seu parceiro fingir que está dando um beijo de língua. O movimento dos lábios também é gostoso e provoca uma sensação diferente do que a língua sozinha.

sexo oral 4 0

Sexo oral não precisa ser só oral. Seu parceiro pode combinar diferentes tipos de estímulo ao mesmo tempo. Introduzir o dedo ou um vibrador na vagina enquanto acaricia com a língua permite que a mulher fique duplamente excitada. O parceiro pode estimular o ponto G, curvando o dedo levemente para cima após introduzi-lo, fazer movimentos de vai-e-vem e outras técnicas.

sexo oral 5 0

Beijo grego. Essa técnica não é para todo mundo, mas, se vocês tiverem a mente aberta, vale a pena tentar. O beijo grego nada mais é do que passar a língua no ânus. Ele pode ser um complemento bastante prazeroso ao sexo oral, já que a região é uma zona erógena importante.

sexo oral 6 0

Fique de mãos atadas. Uma das sensações que mais causam prazer (e aflição) no sexo oral é a de estar completamente exposta e sem controle do próprio corpo. Quando isso acontece, muitas mulheres têm o reflexo de fechar levemente as pernas e colocar a mão sobre a cabeça do parceiro, na tentativa de controlá-lo. Porém, você vai perceber que, se evitar esse impulso, o prazer irá aumentar ainda mais. Por isso, peça para seu parceiro prender suas mãos e combinem que, caso você tente fechar as pernas, ele não irá permitir. Além da fantasia, o estímulo em si será muito maior.

sexo oral 7 0

Vibração com a boca. Fale para o seu parceiro falar baixinho a letra “uuu” enquanto passa a boca por toda a sua vulva. Isso irá provocar uma certa vibração nos lábios dele, que causará uma sensação gostosa para você.

sexo oral 8 0

Orgasmo duplo. Assim que você chegar ao orgasmo com o sexo oral, diga para seu parceiro te penetrar rapidamente. Após o primeiro orgasmo, é mais fácil atingir os próximos, pois seu corpo está relaxado e muito excitado. No entanto, nem toda mulher gosta de continuar recebendo estímulos no clitóris depois de gozar, já que a região fica muito sensível. Sendo assim, com a penetração já em ritmo acelerado, você será estimulada no ponto G, facilitando a obtenção do segundo orgasmo (e talvez do terceiro, quarto, etc.). Cuidado, apenas, para não interromper o primeiro orgasmo, pois isso poderá quebrar o clima para você.

sexo oral 9 0

De barriga para baixo. Ao invés de ficar na posição clássica do sexo oral (deitada de costas com as pernas abertas e o parceiro no meio), deite-se de barriga para baixo, abra bem as pernas (ou fique de quatro) e deixe que ele passe a língua em você. Nessa posição, o sexo oral será feito no “sentido contrário”, o que provoca uma sensação completamente nova.

sexo oral 0 0

Arrepio. Se seu parceiro tiver barba, fale para ele esfregar o rosto na parte interna da sua coxa durante o oral, o que irá provocar arrepios.

sexo oral 1 0

Quanto mais aberta, melhor. Além de afastar bem os joelhos durante o sexo oral, peça para o seu parceiro “abrir” ainda mais a região puxando a pele da sua coxa para fora com as mãos. Quanto mais exposta você estiver, melhor será.

Fonte: Vix

Sexo é doloroso para uma em cada 10 mulheres, diz estudo

sexo-c3a9-doloroso-para-1-em-cada-10-mulheres-diz-estudo
(iStock | Marjan_Apostolovic)

Uma pesquisa britânica, realizada com cerca de 7.000 mulheres sexualmente ativas, com idades entre 16 e 74 anos, traz um alívio para todas que sentem dor durante o sexo.

De acordo com o estudo, conduzido na London School of Hygiene and Tropical Medicine, o problema (chamado clinicamente de dispareunia) afeta uma em cada 10 mulheres em todas as idades e é mais recorrente entre os 50 e 60 anos, e na faixa etária de 16 e 24 anos.

Entre as participantes que relataram sentir durante o sexo (7,5%), um quarto sofre com o problema frequentemente ou sempre que tiveram relações nos últimos seis meses ou mais. Cerca de um terço também disse estar insatisfeita com a vida sexual.

Ansiedade, secura vaginal e falta de prazer estão entre os sintomas que caracterizam a dispareunia. Mas, segundo especialistas, fatores físicos, psicológicos e emocionais também podem estar relacionados ao problema.

Os resultados da pesquisa também mostram que, apesar de existirem formas de tratamento, poucas mulheres procuram ajuda porque consideram o assunto embaraçoso. Algumas, inclusive, evitam as relações sexuais pelo medo de sentir dor.

Causas da dor

Para a coordenadora da pesquisa, Kirstin Mitchell, há uma série de razões relacionadas a dispareunia. “Em mulheres mais jovens, que estão iniciando a vida sexual, a dor pode estar ligada ao fato de aceitar práticas que o parceiro deseja, mas que não as excitam. Elas também podem ficar tensas porque o sexo é uma coisa nova e não se sentem 100% à vontade com o parceiro”, explicou.

Uma pesquisa envolvendo cerca de 200 estudantes universitárias no Canadá, por exemplo, mostrou que metade das jovens acham as primeiras experiências sexuais dolorosas.

Outros problemas de saúde, como as doenças sexualmente transmissíveis, a endometriose e os miomas também podem causar desconforto – e devem ser diagnosticados e tratados.

A secura vaginal, comum em mulheres na menopausa, é outro fator causador de dores na relação. Nessa fase, o declínio nos níveis do hormônio feminino (o estrogênio), que normalmente mantém os tecidos úmidos e saudáveis, pode causar ressecamento na vagina – o que ocasiona o desconforto durante a penetração.

Kirstin defende que a educação sexual deveria preparar melhor as adolescentes para a vida sexualmente ativa. “Muitas vezes as aulas abordam as DSTs e a gravidez. Mas, elas deveriam orientar as pessoas para pensarem no que dá prazer e para falar sobre o que gostam ou não em um relacionamento de confiança e respeito”, afirmou.

Para os demais casos, a pesquisadora aconselha procurar um especialista para investigar a causa e ter um encaminhamento adequado para um especialista.

Fonte: Revista Superinteressante

Corpo de Ideias: conheça as artistas que levam o Instagram ao limite

Leah Schrager .jpg
Leah Schrager /Instagram – Reprodução
Fora dos museus e das galerias de arte, mas a um clique do seu telefone, uma turma de novas artistas vem se beneficiando da visibilidade que a internet traz para disseminar seus trabalhos com forte vocação feminista. Elas podem assumir alter-egos, exibir seu corpo para abordar a sexualidade feminina e criar artimanhas e metáforas para driblar a censura. “A internet me deixar ir além do espaço dedicado à arte”, diz Leah Schrager. “As pessoas não têm medo de se expressar online. Em uma galeria física, as reações para seu trabalho têm filtro. Na internet, não. Essas respostas influenciam meu processo criativo”, conta Amy Louis. Conheça a seguir cinco destaques dessa nova geração.
Amy Louis Enigmática, a australiana já foi definida pela revista i-D como a Margot Tenenbaum (personagem do cineasta norte-americano Wes Anderson), do Instagram. Amy não faz questão de contextualizar as postagens de sua conta, em que constrói um universo escapista, sempre com cores suaves e muitas selfies. “Encontro inspiração ao mudar a maneira que vejo o que me cerca e transformar objetos cotidianos em material para meu trabalho”, diz. Ela, que acabou de se formar em artes visuais, cria esculturas com elementos como preservativos e frutas. “Meu trabalho fala de sexualidade e corpos abstratos. Ele é lúdico e ao mesmo tempo repulsivo.”

https://www.instagram.com/p/BEwxDvuLUns/embed/captioned/?cr=1&v=7

Leah Schrager 

“Meu trabalho é bastante controverso”, resume à ELLE a artista de Nova York, formada em artes pela Parsons. “Uso meu corpo para construir uma imagem sexy. E muita gente considera que isso não é arte.” Leah é a fotógrafa e protagonista de imagens com forte apelo sexual, que ganham interferências estratégicas, com as quais dribla a censura do Instagram. “Adotei a proibição na minha prática de arte”, conta. “Estou interessada no que é permitido à mulher fazer em diferentes espaços, em como ela é censurada e em descobrir um lugar com liberdade para todas nós.” Leah criou em 2015 um alter-ego, Ona, uma cantora, modelo e artista, com a qual planeja conquistar 10 milhões de seguidores até 2020.

https://www.instagram.com/p/BNPdEXHjQrk/embed/captioned/?cr=1&v=7

Audrey Wollen

Para a artista de Los Angeles, a infelicidade feminina deve ser reconhecida como um ato de resistência. Autora da “teoria da garota triste”, Audrey explica que o protesto político é geralmente definido sob a perspectiva masculina – algo externo e violento, como uma ocupação nas ruas. Mas há uma histórico de mulheres que usaram sua angústia como ferramentas de resistência, de Sylvia Plath a Lana Del Rey, passando por Marilyn Monroe. No entanto, isso foi categorizado como um ato passivo e excluído da história do ativismo. Visualmente, Audrey reforça sua tese com uma série de selfies melancólicas em sua conta no Instagram.

https://www.instagram.com/p/5tBn5JszXX/embed/captioned/?cr=1&v=7

Stephanie Sarley

A sexualidade feminina é o cerne do trabalho da artista de Oakland, nos EUA. “Minha arte é bastante simbólica e feminista”, define à ELLE Stephanie, que foi notícia do The Guardian à Playboy com a série de vídeos em que usa frutas para simbolizar o prazer feminino. No fim de 2015, ela postou um vídeo no Instagram em que tocava no interior de uma laranja, que acabava por expelir seu suco. “O vídeo viralizou e causou controvérsia. Mas a série ainda está em andamento e sempre evoluindo.” Stephanie chegou a ter imagens de sua conta deletada pelo Instagram. Para driblar a censura, criou duas séries de ilustrações com toques surrealistas em que a vagina é sua protagonista.

https://www.instagram.com/p/BONvVWxgkGj/embed/?cr=1&v=7

Amalia Ulman

Tudo começou em 2014, quando a argentina radicada em Los Angeles – apontada pelo crítico Hans-Ulrich Obrist como um dos grandes talentos de sua geração – postou em sua conta no Instagram: “Part 1”. Dali em diante, acompanhamos ela se recuperar de uma cirurgia plástica nos seios, entre brunches e poses de lingerie em quartos de hotel. Quase cinco meses e 195 fotos depois, descobrimos que se tratava de uma encenação, encerrada com um “the end” postado para mais de 90 mil seguidores. A série foi exibida este ano em uma coletiva da Tate Modern, ao lado de obras de artistas como Cindy Sherman, a quem ela é comparada.

https://www.instagram.com/p/qNDFxGlV6N/embed/captioned/?cr=1&v=7

13 Dicas para mandar bem no sexo oral nelas

Você vai transar com a garota e, quando as coisas começam esquentar, quer que a gata faça um boquete. Aí, quando chega a vez dela ser estimulada e receber o sexo oral, você pula e vai logo para os ‘finalmentes’. Saiba que o que você está fazendo só contribui negativamente para você.

O grande problema masculino é querer receber prazer demais sem dar a contrapartida. O resultado disso são trepadas mal dadas, rapidinhas meia bocas e as garotas pensando em mil desculpas para nunca mais sair com você.

Que tal aprender a dar mais prazer a elas? Uma chupada bem feita pode ser um bom cartão de visitas. Além de deixá-la mais excitada, logo depois disso ela vai querer retribuir com um sexo muito mais gostoso. Por isso, confira as nossas 13 dicas para mandar bem no sexo oral.

1# ESTEJA A FIM

13-dicas-de-sexo-oral-18

A vagina é uma região úmida e, quando excitada, produz secreções. Se você é daqueles caras que sentem ‘nojinho’ a essa área e não são capazes de, literalmente, cair de boca sem medo de ser feliz, nem tente. Sexo oral é um item que separa os meninos dos homens e para tentar dar prazer feminino nessa área precisa de muita dedicação, vontade e tesão de chupar uma garota.

2# VOCÊ NO CONTROLE

13-dicas-de-sexo-oral-2

Já que falamos aqui de você dar prazer a garota, o melhor é que escolha posições em que fique no controle da situação. A com ela deitada é a melhor porque você pode explorar seu corpo e acompanhar as reações mantendo o campo visual. A de quatro e o clássico 69 também são bem-vindas. Outra posição válida é ajoelhar-se na frente dela que, de pé, apoiará uma das pernas no ombro. Uma variante é ajoelhar-se na frente da parceira com a cabeça posicionada entre as pernas dela. A mulher deverá estar deitada na beirada da cama.

3# PRELIMINARES DO SEXO ORAL

13-dicas-de-sexo-oral-3

A vida não é um filme pornô, então a garota não vai te presentear logo de cara com sua ‘bacurinha’. Para ganhar a área, você precisa fazer por merecer. Dedique-se a beijos bem safados, indicando com a boca e a língua suas verdadeiras e más intenções. Depois, vá conquistando cada área feminina com a boca e as mãos: pescoço, costas, peitos, barriga e… pule para os pés. Dos pés, com beijos e língua, vá subindo pela panturrilha, coxas até chegar no objetivo principal. Com isso, você vai garantir uma garota entregue e pronta para o próximo passo que é…

4# FAÇA ELA PEDIR POR UMA CHUPADA

13-dicas-de-sexo-oral-17

Chegou na área, agora é fazer ela querer muito isso. Mas, ao invés de chegar direto ao ponto, faça uma graça. Beije-a por cima da calcinha até sentir o tecido molhado. Passe a língua na região acima dos pelos pubianos, pela virilha, ao redor da vagina, períneo, dê um beijo grego, mas não atinja o ponto principal. Olhe para ela com cara de safado, pergunte se ela quer e faça ela pedir. Nesse momento ela estará bem excitada e vai implorar para que você a chupe.

5# EXPLORE TODA ÁREA

13-dicas-de-sexo-oral-8

Quando chegar à vagina, passe a língua suavemente por toda a sua extensão e comece a beijar (como se fosse na boca) toda a área e os grandes lábios. Faça círculos, oitos e espirais com a ponta da língua. Tudo de maneira suave. Você pode colocar os lábios na parte mais alta da vagina e com a língua fazer um movimento ascendente, internamente. Outra variante é começar da base até o topo. Toque suavemente toda a região interna, lambendo os grandes lábios, o clitóris e a entrada da vagina. Use a língua e os lábios, sem medo de se lambuzar.

6# ACHE O CLITÓRIS

13-dicas-de-sexo-oral-16

Para quem não sabe, o clitóris é uma saliência na região superior da vagina, com milhares de terminações nervosas e um único objetivo: dar prazer a mulher. Se você quiser mandar bem no oral, tem que atingir essa área. Com os dedos, afaste os grandes lábios e encontre ele com mais facilidade. Passe a língua, observando a reação e os pedidos da gata (Continue! Mais para baixo! Sobe mais!). Faça uma sucção nele e brinque enquanto sua língua passa pelo alvo.

7# NÃO VÁ COM FORÇA, VÁ COM JEITO

13-dicas-de-sexo-oral-15

A região genital feminina é muito sensível e um movimento bruto pode causar dor e não prazer. Não morda ou tente apertá-la bruscamente. A sucção tem que ser suave e leve. É preciso ter cuidado com a força e intensidade, pois algumas aceitarão uma pegada mais forte e até pedirão isso. Outras  são bem mais sensíveis e você terá que ir mais de boa. Estude a mulher antes de arriscar algo mais ‘ousado’.

8# USE OS DEDOS

13-dicas-de-sexo-oral-13

Suas mãos são fundamentais no sexo oral. Além de acelerar o orgasmo, o conjunto delas com a boca vão transformar sua chupada em algo memorável. Enquanto você trabalha o clitóris com a língua, brinque com os dedos em sua vagina. Quando estiver com a boca mais embaixo, use os dedos para brincar com o clitóris. Além dessa área, você pode usar a mão durante o sexo oral para apertar os peitos  e bunda, sempre demonstrando vontade.

9# UPGRADE NO SEXO ORAL

13-dicas-de-sexo-oral-14

Se você não se agrada com os sabores que uma vagina pode ter, uma dica é usar géis e cremes aromatizados. A brincadeira fica mais gostosa e ainda mais interessante. Se não tem grana, aposte no Halls ou na pasta de dente, que oferecem a mesma reação.

10# ANDAMENTO DOS TRABALHOS

13-dicas-de-sexo-oral-5

Saiba reconhecer quando você está mandando bem e quando precisa mudar o que está fazendo. Algumas mulheres querem mais pressão sobre o clitóris, outras alguns toques já são suficientes. Mantenha as vibrações na língua e aumente o ritmo.

11# OBSERVE SEUS MOVIMENTOS

13-dicas-de-sexo-oral-10

Observação é tudo no sexo oral. Enquanto estiver no playground, mantenha o contato visual com ela, meça suas ações pelos gemidos dela. Quando mais frequentes, mais certo você estará. Se você estiver mandando bem, ela vai dar indícios, pedindo, ou movimentando o corpo de forma a sua língua encontrar o ponto que ela quer. Se ela não estiver a fim, vai se afastar e tentar tirar você de lá de baixo.

12# NÃO PARA, NÃO PARA, NÃO PARA!

13-dicas-de-sexo-oral-12

Nem sempre a mulher vai chegar ao orgasmo com o sexo oral. Mas, quando ela estiver chegando lá é importante que você não faça parada bruscas, mudanças de excitação de áreas e continue fazendo exatamente aquilo que você estava fazendo. Essa é a chave do sucesso. Agora é preciso salientar uma coisa importante. Muitas garotas depois que atingem o orgasmo ficam com a região bem sensível ou perdem o interesse por sexo. Por isso, você pode optar por dar um fenomenal momento de sexo oral ou partir para a ‘paulada’ quando as coisas estiverem bem quentes. Assim, poderá se aproveitar do estado avançado de excitação dela.

13# COISAS PARA NUNCA FAZER NO SEXO ORAL

13-dicas-de-sexo-oral-4

Evite a língua dura: seu pau precisa estar duro, sua língua não. Evite usá-la como uma espada na chupada. – Jamais morda. Se você não gosta que elas façam isso com o seu pau, porque vai fazer na vagina delas? – O segredo para você mandar bem em um sexo oral é a área de lazer estar bem preparada. Por isso, evite fazer depois nela depois de um dia de trabalho ou academia. Peça para tomar um banho junto com ela ou encare só quando ela realmente estiver preparada para uma noite de sexo.

Fonte: Manual do Homem Moderno

 

 

%d blogueiros gostam disto: