Kama sutra anal: 5 posições para tentar já!

O Kama Sutra pode ser considerado a bíblia do sexo e tudo o que você quiser fazer entre quatro paredes – e também fora dela está lá. Por isso, hoje selecionamos algumas posições para quem quer inovar durante o sexo anal usando esse maravilhoso conhecimento milenar do Kama Sutra.

Espia só:

1) Deite-se de barriga para baixo e use um travesseiro para deixar o seu bumbum mais empinado. Coloque o vibrador entre o travesseiro e seu clitóris e aproveite a sensação enquanto rola a penetração.

kama sutra anal

2) Sabe aquela posição de conchinha super confortável? Então, quem diria, ela pode servir para seu prazer durante o sexo anal. Fique do mesmo jeitinho e peça para ele te penetrar e acariciar seus seios.

kama sutra anal

3) Fique de costas e sente-se no pênis dele devagar. Aqui, vai rolar penetração vaginal. Mas e o sexo anal? Ele vai segurar um plug anal e brincar enquanto fazem os movimentos de vaivém.

kama sutra anal

4) Apoie os braços na beirada da cama e empine o bumbum para trás. Enquanto ele a penetra, você tem toda a liberdade de usar o vibrador onde sentir vontade – uma ideia é começar pelos seios e ir descendo.

kama sutra anal

5) Esta posição pode ser ótima para aliviar qualquer desconforto inicial. Seu corpo vai ficar todo apoiado e relaxado na cama, enquanto ele faz a penetração vagarosamente.

sexo_anal_2_21

Agora é só passar na nossa loja virtual para garantir seu lubrificante e curtir a noitada!

(via Cosmopolitan)

Dupla penetração: deixe o tabu de lado!

Quanto mais prazeroso o sexo, melhor! Porque então muitas mulheres ainda têm medo ou vergonha de encarar algo “a mais” na hora H? Assim como outras práticas sexuais, a dupla penetração pode ser algo extremamente excitante e prazeroso para quem estiver envolvidx no momento.

Lembre-se que não necessariamente é necessário estar na cama com dois homens. Isso porque a penetração pode ser feita de várias formas: dedos, vibradores, dildos… e pênis, claro!

O ideal é que a mulher esteja super excitada, seja muito bem estimulada em suas zonas erógenas e esteja confortável com a situação. Quer algumas dicas antes de encarar essa aventura deliciosa?

– tenha uma conversa franca com o/a parceirx. Apesar de ser um fetiche, nem todo mundo está disposto a pratica;

– pense no tipo de penetração que você deseja, seja com uma terceira pessoa, dedos ou brinquedo erótico (clique aqui para acessar nossa loja virtual!);

– lubrificantes à base de água são fundamentais para deixar a movimentação mais fácil.

– use camisinha SEMPRE!

– a posição mais indicada para quem está iniciando do universo da dupla penetração é: sentar e encaixar. Isso mesmo, comece o sexo anal com um primeiro parceiro que deve ficar sentado. Em seguida, abra as pernas de modo que o outro parceiro/vibrador/etc consiga encaixar-se dentro da sua vagina. Pronto? Agora é hora de começar o vai e vem e aproveitar!

Não esqueça: brinquedos, dedos e pênis nunca devem ir do ânus para a vagina. Isso pode causar sérias infecções. Troque a camisinha e recomece a brincadeira.

4 dicas para mandar bem ao estimular o clitóris

Juliana Mavalli (/ foto reprodução)

Sorte das mulheres que possuem um órgão exclusivo para o prazer, né? O clitóris – com suas mais de 8 mil terminações nervosas -, é sem dúvida a parte mais sensível da anatomia feminina. Por incrível que pareça, muitos homens não sabem disso e os outros que sabem, às vezes não tem nem ideia de como estimular a área do jeito correto. Assim, nosso post de hoje destina-se a dar aquela mãozinha (opa!) para quem quer melhorar a arte de dar prazer à mulher.

Confira:

1) Sexo oral é rei
O clitóris precisa de uma estimulação levinha, calma e bem molhada. E a melhor forma de fazer isso é com um bom sexo oral. Use a boca e a língua de forma macia, sem força. É fato que conforme a mulher vai ficando excitada, temos a tendência de acelerar o estímulo, deixando, consequentemente, a língua mais dura.

2) Devagar e sempre
Não vá direto ao ponto. Por ser super sensível, o clitóris precisa de uma estimulação suave, senão causa um grande desconforto. Reserve os carinhos do clitóris para mais tarde. Passeie por todas as zonas erógenas do corpo dela, pescoço, seios, barriga, costas, virilha, pernas pés.

3) Esqueça o que o pornô te ensinou
Não cuspa no clítoris. Além de deselegante e até ofensivo para algumas mulheres, cuspir no clitóris não é funcional e não é capaz de dar prazer algum. A mulher, quando estimulada, produz sua própria lubrificação. Tudo que você precisa fazer é utilizar a sua saliva e também movimentar seus lábios na lubrificação e subir até o clitóris para deixar a área molhadinha.

4) Atenção aos movimentos
Pode acreditar, esses dois são sucesso na certa.
Circular: ao fazer sexo oral na sua parceira, deixe a língua bem relaxada e rodeie suavemente o clitóris, fazendo círculos em volta dele e não diretamente no órgão.
Número 8: Faça movimentos desenhando um número oito com a língua sobre o clitóris.

Quer conhecer acessórios que ajudam no estímulo da região? Basta clicar aqui! 

3 dicas para fazer um striptease como os da Dita Von Teese

Fazer um striptease é muito mais do que seduzir e vai bem além do simples gesto de tirar a roupa. Para quem deseja dominar essa arte, é preciso desenvoltura, carisma e boas doses de interpretação. Quem fala isso é Dita Von Teese, diva burlesca que há anos arrebata corações em suas performances. Especialista no assunto, Dita faz boa parte do seu show ainda vestida, seduz com o olhar e prova que não se sente incomodada de estar se expondo – ao contrário, sente-se completamente merecedora de ser o centro das atenções.

Sendo assim, que tal libertar o seu poder sexual e aventurar-se pela arte de despir-se com classe e muita, muita sexualidade? Confira 3 dicas fundamentais para que o seu show dê certo:

1) Escolha a lingerie perfeita!
Segundo Dita, a lingerie ideal do striptease deve conter, ao menos, sutiã, cinta-liga, meia-calça e calcinha. Na hora H, você deverá estar totalmente vestida – afinal, ninguém começa um show de strip pelada, certo? O objetivo é levar seu/sua parceiro(a) à loucura. Fica a dica: opte por uma uma lingerie que te deixe confiante. Nesses casos, uma renda preta combinada com cinta-liga e meias são as peças-chaves e combinam com os mais diferentes formatos de corpos.

Veja as opções disponíveis em nossa loja virtual!

2) Os cabelos são protagonistas também!
Dita von Teese sugere fazer um striptease utilizando as madeixas! “Pratique um coque clássico ou Coque banana preso com apenas dois grampos. Eles devem ser fáceis de encontrar. Assim, é só soltar o cabelo no momento certo.” Dita também lembra da importância de perfumar os fios. A melhor maneira de fazer isso é passar um pouco do seu cheiro favorito em sua escova e pentear começando pela nuca.

Garanta seu perfume clicando aqui!

3) Iluminação é tudo!
Esqueça os ambientes ultra-iluminados. Apague tudo que der e use velas de vários tamanhos até conseguir a iluminação adequada. Outra dica é cobrir abajures e spots com lenços de tecido – certificando-se de que as lâmpadas não estão quentes!

E mais importante: combinar esse jogo de sedução com uma dose de bom humor deixa a situação mais leve e ajuda o casal a se soltar. Como? Abusando de sorrisos maliciosos e muita provocação.

5 dicas sobre sexo anal que você deve saber antes de experimentá-lo

Nos filmes eróticos é clássico: o sexo anal é apresentado de forma tão natural que faz muita gente acreditar que é uma prática banal. Bom, ela pode ser se você já estiver acostumada, relaxada e tranquila. Do contrário, a experiência pode ser até mesmo traumatizante.

Por isso, no post de hoje separamos algumas dicas para que esse momento seja incrível e de muito prazer, tanto para homens quanto para mulheres. Espia só:

1) Lubrificante nunca é demais. MESMO!
Ao contrário da vagina, o ânus não tem um sistema de lubrificação, então é importante usar lubrificante sempre que for penetrá-lo – seja com um brinquedinho, um vibrador, o dedo ou o pênis.

2) Doeu? NUNCA volte o pênis para a vagina antes de higienizá-lo!
Isso porque as bactérias de cada lugar são diferentes, então quando você troca, pode contaminar um com bactérias do outro, causando infecções e até lesões. Para as mulheres, a famosa infecção urinária – ou cistite.

3) Não simule o que você assistiu naquele pornozão!
A pornografia nos faz pensar que é muito fácil/natural apenas deslizar para dentro e começar o vaivém. Os filmes pornôs também são editados e os atores são muito mais experientes do que o seu parceiro.

4) Procure a posição mais confortável sempre!
Se você nunca fez sexo anal, a dica é que na primeira vez você não tente a penetração por cima do seu parceiro. Dessa maneira, vai machucar e a tendência é você não querer mais. Para a primeira vez, a posição mais indicada é a de lado. Você se deita de lado e fica de costas para seu parceiro. Ele deita virado para você um pouco mais embaixo para que consiga encaixar, de forma que pareça uma colhe

5) Tenha calma ao retirar sex toys!
Melhor conselho sobre os brinquedos: não remova as bolinhas de pompoarismo, vibradores ou plugs como se você estivesse ligando um cortador de grama!

Combinado? Agora passa na nossa loja virtual para conhecer os produtos que vão te ajudar a ter uma noitada de muito sexo – anal, inclusive – daquelas!

 

3 formas de masturbação que todas as mulheres deveriam experimentar

O prazer solitário – ou semi, já que constantemente estamos acompanhadxs de sextoys! – é uma delícia e não deve ser deixado de lado. Aliás, deve fazer parte da rotina até mesmo dos casais. No post de hoje a gente sugere 3 posições incríveis para mulheres garantirem um orgasmo de revirar os olhos. E se você é homem e está lendo esse texto, não deixe de incentivar sua parceira. Vai que role um showzinho particular?

giphy

1) Pra molhar mesmo!
Encha uma banheira com bastante espuma e deslize suas mãos por todo o corpo. Variar as temperaturas também é uma forma de fazer o momento ainda mais gostoso. Quem não tem banheira, pode fazer no chuveiro – ou melhor, usar o chuveirinho diretamente no clitóris.
::: Espuma de Banho

2) Oh, toys!
Aproveite a companhia de um sextoy. Deite-se na cama e dobre os joelhos. Coloque o vibrador sobre o clitóris na menor velocidade e vá aumentando conforme for chegando ao clímax. Movimentos de vaivém ajudam a aumentar o prazer.
::: Massageador clitoriano

3) O membro é fake, mas o prazer é real!
Escolha um vibrador com apoio e coloque-o no chão ou em uma cadeira. Depois, é só se posicionar em cima do brinquedinho e curtir a penetração do jeito que você mais gosta. Não esqueça de estimular o clitóris, os mamilos, o ânus…
::: Prótese em cyberskin: 

Dá vontade de testar todas de uma vez só!​

Para começar a semana: assista a um super documentário sobre o clitóris

Sexo oral, ponto g, masturbação, penetração. Inúmeras são as formas possíveis de fazer uma mulher gozar. Entretanto, o clitóris, o órgão cuja única função é proporcionar prazer às mulheres ainda é um tabu e por séculos foi negado e culpabilizado, sobretudo pelas religiões. E por essas e outras que por muito tempo esse incrível ‘botãozinho do prazer’ ficou na marginalidade da medicina, por muitas vezes sendo até questionada sua existência. O primeiro anatomista a fazer referência a essa parte do corpo feminino foi Ronaldo Columbus, em 1559, quando o descreveu como a “cidade do amor”.

O filósofo francês René Descartes, 100 anos depois, achou que tivesse feito a descoberta. Para ele, sem o prazer clitoriano, as mulheres sequer estariam dispostas à maternidade. Mas depois disso, o clitóris caiu no esquecimento por muitos anos, até que em 1884, George Cobald publicou uma série de desenhos que não poderiam mais ser negligenciados pela ciência.

Nossa proposta para esse início de semana é o documentário Clitóris, prazer proibido. Com depoimentos de médicos, educadores sexuais e mulheres em geral, documentário contesta a concepção histórica e patriarcal de que sexo existe apenas para a reprodução. O filme também aborda questões delicadas, como a mutilação genital ainda exercida em muitos países até hoje e a “adequação” estética que muitas mulheres se submetem apenas para tentar se encaixar em um padrão de beleza – ou agradar aos homens.

Uma das entrevistadas no documentário é a médica Helen O´Connell, pesquisadora de Melbourne considerada uma das especialistas em clitóris. Ela explica o funcionamento do órgão e afirma que não há um “ponto G”. Para Helen, o clitóris é maior do que se pensa e está ligado a todo orgasmo feminino.

Prepara a pipoca e aproveite!