Pesquisa mostra que foliões estão dispostos a engatar namoro depois do carnaval

ecc99c7a-5fa5-4694-948d-bc5585f91fea.jpg

Eles se conheceram no carnaval, trocaram olhares, um chamou a atenção do outro e o romance já dura mais de um ano. Mariana Incerti e Buno Cantarelli não ficaram naquele bloco, mas começaram a se conhecer melhor depois e se apaixonaram. Assim como eles, muitos casais se formam no carnaval e mostram que a folia não é só pegação.

Uma pesquisa do site de relacionamento Par Perfeito, feita com 633 foliões, questionou se eles levariam um relacionamento adiante com alguém que conheceu no carnaval. As mulheres de praticamente todas as idades, exceto as acima dos 50, foram unânimes em dizer que sim. Os homens de todas as faixas etárias concordam com elas.

— No carnaval, muita gente está ali com o mesmo objetivo, o que acaba sendo um palco de encontros e desencontros. Vai depender da sintonia, da química e da reciprocidade — diz a psicanalista Katya Muniz.

Para ajudar quem quer aproveitar os dias de folia para esbarrar e fisgar um grande amor, Mariana Frensel, do Match Group LatAm, detentora da ParPerfeito, dá uma dica.

— Usar sites e aplicativos de relacionamento tem vantagens, como você já ter analisado o perfil do pretendente e conversado. Marcar um encontro em um bloco é uma ótima chance, já que o clima de festa faz com que as pessoas estejam mais descontraídas — comenta.

Ela lembra que as fantasia bem-humoradas e criativas também podem ajudar a criar uma situação divertida, que evolua para uma paquera.

Confiança que começou no carnaval

Para Mariana Incerti, conhecer o namorado Bruno Cantarelli no carnaval foi uma vantagem. Agora, ela já sabe como o amado se comporta na folia e diz não se importar se ele quiser sair desacompanhado.

— Ele me chamou atenção em um bloco. Pensei: “gente boa, simpático, não é pegador”. Isso foi muito bom porque me fez ter mais confiança — acredita a publicitária.

Os pombinhos tiveram sorte e os olhares não ficaram só na folia. A psicóloga Katya Muniz diz que isso é um desafio.

— Depois do carnaval, a realidade é outra. Precisa ver se têm os mesmos interesses, valores. As relações vão se construindo nos encontros. Se é para acrescentar, tem grandes chances dar certo.

Fonte: Extra

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s