Atual geração de jovens é a que menos faz sexo desde os anos 1920, afirma estudo

Alicia Menendez

As conexões virtuais não são atalhos para conexões carnais entre os jovens. Ao menos é o que diz um estudo realizado pela Universidade Atlântica da Flórida e publicado na revista “Archives of Sexual Behavior”. Segundo o estudo, a chamada “Geração Y” – nascida na década de 1990 – faz menos sexo do que a maioria das gerações anteriores, alcançando uma taxa mais alta somente que a geração nascida na década de 1920.

sexoy2

Segundo o levante, apesar da quantidade de aplicativos de encontros e comunicações, 15% dos “Millenials” americanos, entre 20 e 24 anos, não possuem parceiros sexuais desde que completaram 18 anos. Entre os nascidos na década de 1960, o número de inativos era de 6%. Entre as mulheres jovens o número é ainda mais alarmante, alcançando o dobro de inatividade sexual do que os homens, segundo a pesquisa.

sexoy1

Outra curiosa hipótese é o incentivo e aumento do individualismo entre jovens, e a pressão para se adequar ao comportamento geral. De qualquer forma, fica claro que entre a experiência virtual e a vivencia real há um enorme abismo a ser conquistado – e que vale a pena ser enfrentado. As tecnologias e as relações podem ter se transformado, mas o sexo continua sendo delicioso – os mais velhos garantem.

Fonte: Hypeness | Fotos: Divulgação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s